Trandados

logo_transdados

TRANDADOS

O Transdados propõe a criação de um site de armazenamento e visualização de dados voltados para a população transgênera. Buscamos resolver o problema da disponibilidade e armazenamento de dados estatísticos sobre a população trans brasileira. Nos utilizamos da metodologia de projetos de Design durante o processo criativo de concepção do site e, com isso, conseguimos obter um site coerente em sua proposta. Criamos dentro do site uma forma de categorizar ocorrências sociais relacionadas à população trans, assim como a visualização destes dados armazenados.

Este projeto é uma ferramenta virtual voltada para um recorte da população transgênera brasileira. Tal público necessita deste tipo de suporte para encontrar meios de sair da obscuridade social e reivindicar seus direitos. O projeto vem como auxílio para a necessidade de embasamento para reivindicações de direitos civis, e estimula os primeiros passos para uma sociedade mais justa e igualitária na questão de gêneros.

Slides de Apresentação

Memorial Descritivo

Transdados – Poster

Última semana de Agosto foi dedicada a confecção do pôster do projeto. Pensamos na identidade visual e na logo. Experimentamos diversos caminhos que relacionavam características pertinentes ao Transdados. Em geral escolhemos algo que se relacionasse com o nome do projeto. Que é uma junção da palavra Trans com Dados, referentes a pessoas trans e com o dados estatísticos da proposto do projeto. Usamos a síntese das palavras do nome do projeto em letras “T” e “D”.

Além disso pensamos nas cores referentes as cores da bandeira do movimento de visibilidade das pessoas trans. Que são as cores Rosa, Azul e Branco. A partir desse pensamento optamos por utilizar a cor roxa. Que seria a junção dos tons referentes a bandeira Trans.

Dentre as informações do pôster estão os indicativos de como funcionará o site. E alguns botões da navegabilidade do site.

Transdados – Validação de Dados

Durante um aconselhamento da professora Fabiane, entre outras coisas, ela nos atentou para o fato de que dados para serem transformados em estatística confiável precisam ser validados de alguma forma. O conselho que nos foi dado foi procurar algum aluno ou professor de estatística para que pudessemos conversar e entender melhor o funcionamento. Além disso, também buscaríamos informações sobre ferramentas e softwares já existentes que façam o trabalho de conversão de dados em gráficos visuais.

Buscamos assim a secretaria do curso de Matemática na PUC, onde nos foi informado que o curso de extensão em estatística ocorre quinzenalmente, aos sábados de manhã, e o professor responsável não estava disponível naquele momento. Conversamos então com o coordenador que nos atendeu, porém de forma breve, sobre nosso projeto e conseguimos com ele o email de contato do professor do curso de estatística, que poderia ou não ser de utilidade devido a agenda cheia do professor em questão. Por fim, recorremos a internet para conseguir essas informações e indicações de livros que poderiam ser encontrados na biblioteca da PUC.

Transdados – Segunda Semana de Agosto

Fizemos um levantamento das ferramentas de planejamento e estruturação de um projeto web que já haviam sido feitas, de maneira mais informal, e demarcamos aquelas que seriam de grande importância para nossa projeção, juntamente com aqueles que poderiam nos trazer maior feedback sobre falhas e erros. Assim revisamos materiais como personas, fluxogramas, wireframes e propomos a concepção da prototipação de papel.