Aplicativo “Filtragem Colaborativa e Educação” – 1ª, 2ª e 3ª semana de Agosto

Primeira Semana

Após notar uma desordem na sintetização da função do aplicativo sendo desenvolvido, me concentrei em realçar qual o principal objetivo da plataforma e o que os usuários executam no aplicativo.

Junto da orientação do Professor Arthur, busquei fazer um brainstorm voltado a todos os “Grupos de Interesse” possíveis a serem criados. Com isso, foi mais viável notar as principais necessidades de interação.

Segunda Semana

Para a diferenciação de outras redes sociais, comecei a pesquisar novas interações que não haviam atingido diretamente essas plataformas.

Estudando os modelos de categorização e recomendação do Netflix e do Spotify, me deparei com o Collaborative Filtering (filtragem colaborativa).

“Filtragem colaborativa é o processo de filtrar informações ou padrões usando técnicas que envolvem colaboração de múltiplos agentes, pontos de vista, fontes de dados, etc. Filtros colaborativos funcionam construindo uma base de dados de preferência de itens para usuários. Um novo usuário é comparado a uma base de dados de forma a descobrir vizinhos, os quais são outros usuários que possuem características similares. Os itens de interesse para esses usuários vizinhos são então recomendados ao usuário inicial.”

http://www2.dbd.puc-rio.br/pergamum/tesesabertas/0713240_2011_cap_3.pdf

Exemplo:
Persona 1: Hey, eu gosto das musicas Q, W, E, R.

Persona 2: Legal, eu gosto das musicas T, W, E, R.

Persona 1: Você deveria dar uma olhada na musica Q.

Persona 2: Você deveria dar uma olhada na musca T.

O objetivo desta interação dentro do aplicativo, é de promover as melhores recomendações para os alunos ou interessados. Não uma simples categorização, mas uma junção de categorias (pesquisas com múltiplas tags)

Terceira Semana

Com as principais interações definidas, foi dado início ao desenvolvimento da identidade visual (paleta de cor, logo, botões), brainstorm de possíveis nomes e produção do wireframe.

Junto disso, estou estudando o modelo de negócio do Spotify e do Netflix.